Enunciado: Criar e aplicar um jogo, com o público empresarial, sobre pensamento de ciclo de vida e gestão de portfólio com o objetivo de promover uma reflexão sobre os impactos socioambientais dos produtos e inspirar decisões a partir de uma visão sistêmica.

Contribuições co-criadas pelo grupo:

  • “Jogo do Ciclo – suas escolhas, nossas consequências”: um jogo de tabuleiro para sensibilização e engajamento de colaboradores de empresas. O objetivo do jogo é gerar reflexões sobre como o pensamento de ciclo de vida pode contribuir para a gestão de portfólios de produtos das organizações, trazendo questões relevantes e atuais para os tomadores de decisão empresariais.
  • “Orientações para mobilizar e engajar os jogadores”: um roteiro para apoiar os proponentes da aplicação do “Jogo do Ciclo” durante o processo de engajamento dos colaboradores e parceiros que irão joga-lo.
  • “Roteiro para discussão dos resultados do Jogo do Ciclo”: um conjunto de perguntas norteadoras para apoiar os participantes em suas reflexões sobre as relações do Jogo do Ciclo com suas atuações no ambiente empresarial.

Essas contribuições são aprofundadas, mais adiante, nas seções “4. Um jogo para inspirar decisões: ‘Jogo do Ciclo – suas escolhas, nossas consequências’” e “5. Recomendações e caminhos futuros”.

Representantes das seguintes empresas-membro das Iniciativas Empresariais (iE) participaram do processo de aprendizagem e elaboração das entregas ao longo de 2019: Algar Telecom, Cervejaria Ambev, Atvos, Basf e Fundação Espaço ECO, Bradesco, Braskem, CBA, CPFL Energia, CTG Brasil, Duratex, EDP Energias do Brasil, Enel Brasil, Itaú Unibanco, Leroy Merlin, Petrobras, TIM Brasil e Santos Brasil.

1. O desafio de integrar o pensamento de ciclo de vida à gestão de portfólios de produtos


Se por um lado as empresas possuem estratégias muito robustas e sofisticadas para planejar seus portfólios de produtos, se relacionando de maneira ágil e eficaz com as demandas dos consumidores e as oportunidades de mercado, por outro ainda há uma limitação do alcance analítico dessas estratégias, concentrando o diálogo com fornecedores basicamente às dimensões de preço, prazo e qualidade. Com isso, desperdiça-se a oportunidade de, ao planejar quais produtos que atenderão determinadas necessidades dos consumidores, melhorar também a performance socioambiental destes itens nas etapas que sejam mais relevantes para o seu ciclo de vida.

Saiba Mais

2. Panorama: conceitos e métodos


A relação existente entre o pensamento de ciclo de vida e a gestão de portfólio é menos distante do que parece à primeira vista, já que o PCV se concretizou a partir de iniciativas e projetos que estavam diretamente ligados ao design de produtos.

Ainda que os métodos tenham evoluído desde então, o mesmo dilema de décadas atrás ainda permeia o cotidiano das empresas dos mais diversos setores: como garantir produtos e práticas empresariais que gerem impactos positivos à sociedade?

Nessa seção, exploramos alguns conceitos e métodos relevantes para essas agendas e, também, as conexões entre si.

Saiba Mais

3. Percurso: do desafio às contribuições


Buscando gerar intervenções relevantes para os desafios reais que as empresas enfrentam, o percurso percorrido pelo grupo de empresas membro contou com um mapeamento de atores, o levantamento de barreiras para a integração do PCV à gestão de portfólios de produtos e muitas sessões de prototipagem.

Os detalhes desse processo, que culminou na produção do “Jogo do Ciclo – suas escolhas, nossas consequências” estão registrados nessa seção.

Saiba Mais

4. Um jogo para inspirar decisões: “Jogo do Ciclo – suas escolhas, nossas consequências”


O “Jogo do Ciclo – suas escolhas, nossas consequências” é uma produção das Iniciativas Empresariais do FGVces em conjunto com suas empresas membro, sendo de uso público e gratuito.

Nessa seção, contamos um pouco do processo de seu desenvolvimento e também disponibilizamos alguns materiais para download – incluindo um roteiro para engajamento de colaboradores e um conjunto de perguntas que podem orientar as reflexões sobre a integração do PCV aos processos de gestão de portfólios de produtos.

Saiba Mais

5. Recomendações e caminhos futuros


O experiência vivida pelas empresas membro das Iniciativas Empresariais do FGVces durante 2019 gerou diversos aprendizados e abriu novas perspectivas para a integração dos aspectos socioambientais às estratégias de gestão de portfólios de produtos (GPP). Nessa seção compartilhamos alguns desses aprendizados – com o intuito de apoiar os gestores empresariais nesse desafio – e também os caminhos que se abrem para essas agendas.

Saiba Mais

6. Glossário


As definições de alguns dos principais termos utilizados nesta publicação estão disponíveis neste glossário. Utilize como apoio para sua leitura.

Saiba Mais

7. Referências


Acesse as referências utilizadas durante o desenvolvimento desta publicação.

Saiba Mais
EXPEDIENTE / AUTORIA
Coordenação Geral
Mariana Nicolletti (FGVces)
Equipe Técnica
George Magalhães (FGVces), Gabriela Alem (FGVces) e Beatriz Kiss (FGVces).
Colaboração
Aletea Madacki (CPFL Energia), Caroline Lima (BASF), Fabiana Moreira (Leroy Merlin), Fabiano Onça (Fabiano Onça Games), Fabio Bellonia (TIM Brasil), Fabrizio Bopp (Enel Brasil), Heri Nakamura (CBA), Lívia Lopes (Leroy Merlin), Luise Prado (Braskem), Marcela Amato (Santos Brasil), Mariana Bazzoni (Cervejaria Ambev), Marina Pires (Algar Telecom), Matheus Fernandes (Fund. Espaço ECO), Paloma Fontes (Santos Brasil), Pâmela Oliveira (Leroy Merlin), Raquel Montagnoli (CBA) e Taísa Caires (Fund. Espaço ECO).
Coordenação Gráfica
Oscar Freitas Neto (FGVces)
Como citar
FGVCES. Desafios da sustentabilidade para os negócios: contribuições das Iniciativas Empresariais. Centro de Estudos em Sustentabilidade da Escola
de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas. São Paulo, SP. 2019.